O que é a balanopostite? Tudo o que você precisa saber da doença.

A balanopostite é uma inflamação conjunta da glande e prepúcio (balanite é inflamação da glande, postite; inflamação do prepúcio) e ocorre geralmente como uma complicação de casos de candidíase peniana.

O mito mais comum com relação à balanopostite é que ela é uma consequência da falta de higiene e muitos médicos recomendam a circuncisão para remover o excesso do prepúcio. Isso é um mito, pois milhões de homens ao redor do mundo vivem normalmente sem problema algum com seu prepúcio intacto e sem candidíase ou balanopostite.

A candidíase tem origem em problemas imunológicos no próprio corpo ou condições como intolerâncias alimentares, alergias e acidez corporal. Isso vai se intensificando até o ponto em que a balanopostite se instala.

Não adianta, no entanto, tratar diretamente o problema e muito menos realizar a cirurgia para remover o excesso do prepúcio. Homens circuncisados também têm candidíase e balanopostite.

Como curar a balanopostite

A solução, como em qualquer tipo de candidíase, é identificar o que está causando a vulnerabilidade no corpo que está permitindo com que a candida albicans encontre oportunidade para se reproduzir em excesso e acabar com ela ou neutralizar seu efeito.

As causas mais comuns são diabetes, intolerâncias alimentares, alergias, incluindo renite alérgica, alto nível de acidez corporal, doenças imunodepressoras como AIDS, lúpus, artrite reumatóide, uso de antibióticos e outros medicamentos como antidepressivos, remédio para pressão, colesterol, Roacutan, esteróides, entre outros.

Stress e ansiedade também podem complicar casos em que outras pré-condições já existem. Idosos e homens que estão passando por doenças de longo tratamento também são vítimas em potencial para a balanopostite.

A balanopostite precisa ser diagnosticada primeiramente por um médico.

Não saia pela internet pedindo ajuda para os outros! Por bem intencionadas que as pessoas sejam (ou por mais conhecimento que elas tenham sobre o assunto) é impossível fazer um diagnóstico sem ver o paciente pessoalmente.

O ideal é que o médico realize exames propriamente ditos de laboratório para ter certeza de qual o problema e conhecer o agente causador (tipo de fungo ou bactéria, caso não seja candidíase). Alguns médicos tem muita má vontade, contudo, e você pode então precisar consultar mais de um médico ou insistir para que façam exames laboratoriais.

Alguns médicos somente olham para o local e presumem o que o paciente tem. Isso não é o ideal, já que diversas doenças podem compartilhar dos mesmos sintomas e mesmo a balanopostite pode ser causada por fungos diferentes, o que exigiria também um tratamento diferente.

Ao consultar um médico e ser diagnosticado com balanopostite, você deverá obter receitas para medicação anti-fúngica e pomadas, além da recomendação de lavar o pênis com sabonete neutro – os sabonetes íntimos (geralmente líquidos) disponíveis para mulheres como Dermacid e Dove Íntimo são muito bons e podem ser usados por homens também.

Essas providências dão conta do “grosso” do problema e podem ajudar, e muito, a amenizar os sintomas, senão acabar com eles por completo.

Contudo, jamais perca perspectiva de que a balanopostite é uma consequência de outro problema no corpo. Então se você não identificar esse “outro” problema e não neutralizar seus efeitos negativos, a balanopostite voltará após o uso dos medicamentos.

A balanopostite

A balanopostite, assim como a candidíase peniana, só podem ser curadas ao se eliminar ou neutralizar o problema central que está gerando a vulnerabilidade. Permitindo com que a candida albicans se multiplique em excesso.

Eu falo na candida albicans porque é o fungo mais comum, mas o mesmo é válido para outras espécies de cândida e outros fungos. A origem é sempre a mesma. Fungos só crescem em excesso no corpo se houver algum tipo de vulnerabilidade.

O livro Candidíase tem Cura é altamente recomendado para aprender mais sobre o assunto e ter condições de assumir as rédeas no processo de cura.

Infelizmente, a comunidade médica é muito limitada para ajudá-lo a solucionar problemas crônicos. Até porque a função do médico é apenas diagnosticar e medicar e isso é exatamente o que ele faz.

Não espere que o médico seja capaz de identificar a causa do seu problema. No entanto, pois isso pode estar muito além do escopo do seu trabalho – não é má vontade deles.

É simplesmente uma questão de não ser possível avaliar sua vida de uma perspectiva mais ampla no curto tempo de uma consulta. Isso só você mesmo pode fazer sozinho.

Não é o caso de você se auto-medicar, mas sim de você descobrir a causa do problema e trabalhar no sentido de eliminá-la ou neutralizar seus efeitos. Isso não se faz com remédios. Leia o livro Candidíase tem Cura e você compreenderá melhor do que estou falando!

Deixe comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado. Os campos necessários são marcados com *.